A matéria poética de Ana Hatherly

  • Lígia Bernardino
Palavras-chave: Ana Hatherly, colagem, experimentalismo, escrita, pintura

Resumo

Técnica disruptora de classificações estanques, a colagem permite o diálogo interartes tanto quanto incita uma leitura plural e predisposta ao novo. Estes pressupostos invadem a obra de Ana Hatherly, principalmente na sua fase experimentalista, que decorre entre os anos de 1960 e inícios dos anos de 1980. Percorrer a pintura e os livros criados pela autora no período de tempo indicado implica perceber-lhe a vocação para a intermedialidade, que também a colagem explicita, entre a vontade de inovação e a consciência do passado histórico e artístico.

Como Citar
Bernardino, L. (2016). A matéria poética de Ana Hatherly. ELyra: Revista Da Rede Internacional Lyracompoetics, (7). Obtido de https://www.elyra.org/index.php/elyra/article/view/116
Secção
Artigos